Senado: Projeto que proíbe sacolas e canudos plásticos está pronto para ir a plenário

Apresentado por um cidadão, no portal e-Cidadania, projeto de lei do Senado pode, enfim, proibir a circulação de sacolas e canudos plásticos, no Brasil, produtos alvos de permanente contestação por parte de ambientalistas.

O PLS 263/18, se aprovado, além de proibir a fabricação, a importação, a distribuição, ainda que a título gratuito, e a comercialização de sacolas plásticas para acondicionamento e transporte de mercadorias, bem como de utensílios plásticos descartáveis para consumo de alimentos e bebidas, com exceção dos fabricados com material integralmente biodegradável, vedará o uso de micropartículas de plástico na composição de produtos cosméticos,

O projeto, que vem obtendo apoio maciço da população por meio do e-Cidadania, está pronto para deliberação do plenário. Se aprovado pelos senadores, segue para a Câmara, e, daí para a sanção presidencial, no caso de aprovado nas duas Casas. 

Related Posts
Semana tranquila?
Sérgio Botêlho Antes de esquadrinhar o que pode acontecer nos próximos cinco dias, a gente tem de começar pela ressalva de “afora as ações sempre imprevisíveis da Lava Jato”, admitir que ...
READ MORE
STF libera caça de controle e caça científica; as demais seguem proibidas
A caça de controle e a caça científica estão permitidas por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi tomada por deliberação da maioria dos ministros que compõem a ...
READ MORE
Lira deixa liderança do PMDB no Senado, e, ainda, sai do partido, e vai para o PSD
Não falta oportunidade para que fique cabalmente demonstrada a superioridade dos interesses regionais sobre os nacionais na vida político-partidária, do país. A todo momento essa realidade se revela determinante. Agora, mesmo, ...
READ MORE
Semana tranquila?
STF libera caça de controle e caça científica;
Lira deixa liderança do PMDB no Senado, e,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.