João Pessoa e suas histórias: A União

Não tem como esconder a emoção quando se chega ao Largo onde se destacam a Igreja de São Frei Pedro Gonçalves e o antigo Hotel Globo.

Sérgio Botêlho – A República ainda não tinha 4 anos, a confusão pós queda da Monarquia continuava, quando o presidente do estado, Álvaro Machado, criou o jornal A União, na defesa do Partido Republicano

Até a posse de Álvaro Machado, indicado por Floriano Peixoto, na Presidência da República, após derrubar Deodoro da Fonseca, havia governado a Paraíba republicana o promotor e juiz Venâncio Neiva e uma junta governativa composta por Cláudio de Amaral Savaget, coronel, presidente da junta, Eugênio Toscano de Brito e Joaquim Fernandes de Carvalho. JOÃO PESSOA E SUAS HISTÓRIAS

Areiense de nascimento, Álvaro Machado, então com 35 anos de idade incompletos, tomou posse em 18 de fevereiro de 1892, e logo tratou de fundar o Partido Republicano da Paraíba, arregimentando importantes forças políticas do estado. Dois anos depois, em 02 de fevereiro de 1893, fundou o jornal A União, para ser o porta-voz dos republicanos, no estado.

À época, a Paraíba já era pródiga em jornais como palanque intelectual das diversas posições políticas em contenda no estado, não sendo, por isso, difícil de entender a iniciativa de Álvaro de Machado. Formada por um corpo de redatores entre os melhores da época, logo A União se tornaria voz forte na defesa dos pontos de vista do governo.

O primeiro número de A União trazia em sua capa os preços de 12 mil reis anuais, 6 mil reis semestrais e 3 mil reis trimestrais, e o seguinte aviso: “Pedimos ás pessoas que receberem o primeiro número deste periodico o obsequio de devolvel-o á respectiva typogrphia, caso não queiram prestar-lhe seu valioso auxilio e isto no prazo de tres dias” (sic). Não se sabe do efeito causado pela advertência.

O prédio mais famoso entre os que abrigaram A União, desde o seu início, o mais famoso ficou sendo o da Praça João Pessoa, no espaço entre a atual praça 1817 e a rua Duque de Caxias que, na época da ditadura militar, foi inexplicavelmente derrubado para a construção do edifício onde atualmente funciona a Assembleia Legislativa da Paraíba.

Portanto, A União é o mais antigo órgão da imprensa diária escrita da história da Paraíba, em funcionamento, tendo completado em 2022 130 anos de circulação.

 

You may also like

Comente