Justiça garante vagas de idosos em transportes que operam no DF

Empresas são obrigadas a disponibilizar 2 vagas de idosos em transportes que partam, cheguem ou passem pelo Distrito Federal

A Viação Sertaneja Ltda., a Real Sul Transportes e Turismo Ltda. e a Real Expresso Limitada, viações rodoviárias que operam no Distrito Federal (DF), não podem mais limitar as duas vagas gratuitas previstas no Estatuto do Idoso a ônibus “comuns”, excluindo leitos, semileitos e outras categorias. 

Em decisão liminar, o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal do Distrito Federal, determinou às três empresas que “disponibilizem, em cada uma de suas linhas que partam, cheguem ou passem pelo Distrito Federal (partida, chegada ou trânsito), em todos os dias e horários disponíveis, duas vagas de passe livre às pessoas idosas por ônibus, em todo e qualquer veículo ou categoria de ônibus ou serviço”, durante todo o período de funcionamento dos guichês de atendimento, observando a possibilidade de marcação com antecedência mínima de três horas da viagem.

As viações rodoviárias também terão que dar, por escrito, a justificativa da negativa a todo idoso que a solicitar, quando já emitidas as passagens gratuitas, e realizar ampla divulgação desta decisão judicial aos seus funcionários e aos consumidores em geral.

A decisão, do dia 26 de maio, ocorre em ação civil pública (ACP) ajuizada pela Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) e pela Defensoria Pública da União (DPU) contra as empresas. Também figuram como rés no processo a União Federal e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O objetivo do ajuizamento da ACP foi garantir a efetividade dos benefícios de gratuidade ou desconto no valor das passagens para pessoas idosas, em transporte coletivo interestadual, conforme previsto no art. 40 da Lei n. 10.741/2003 (Estatuto do Idoso). As empresas em questão limitavam o benefício aos ônibus convencionais e em viagens realizadas apenas uma vez por semana, oferecendo passagens com desconto somente para trechos mais longos e, por isso, mais caros e com reserva de passagem com um mês de antecedência.

Tanto o Ministério Público Federal quanto o magistrado entenderam que “as empresas de transporte coletivo interestadual se aproveitaram da brecha legal que vislumbraram na resolução da ANTT para prejudicar o usufruto da ação afirmativa instituída em benefício dos idosos, a qual lhes garantiria a inserção social por meio da mobilidade”.

Da Redação do Para Onde Ir com informações da Defensoria Pública da União

Related Posts
Setor de transporte mostra preocupação com volatilidade do diesel
Em março deste ano de 2021, o diesel alcançou uma alta histórica desde a adoção da paridade internacional da Petrobras  O diesel atingiu, em março, uma alta histórica desde a adoção, ...
READ MORE
Crédito da foto: Wikipedia
O passageiro que depende dos trens metropolitanos cariocas operados pela SuperVia deverá pagar uma passagem de R$ 5,90, a partir de 2 de fevereiro de 2021 De acordo com um comunicado ...
READ MORE
Caem investimentos em infraestrutura de transporte, segundo CNT
Essa limitação atinge os diversos tipos de infraestrutura de transporte: rodoviária, ferroviária, aeroviária e aquaviária Os investimentos em infraestrutura de transporte vêm diminuindo ano após ano no Brasil. A escassez de ...
READ MORE
Números do IBGE fazem CNC prever maiores perdas no setor serviços
Os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o setor de serviços deixou o segmento mais pessimista. Conforme os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), ...
READ MORE
Transporte coletivo pessoense tem sanitização fiscalizada pelo Procon-JP
Medida foi adotada no transporte coletivo pessoense em operação realizada pelo órgão, com apoio da Secretaria de Mobilidade Urbana As empresas de transporte coletivo de João Pessoa foram notificadas pelo Procon-JP ...
READ MORE
Transporte por aplicativo fica mais seguro no Distrito Federal
Medidas foram mais um passo para garantir segurança a usuários e motoristas ao transporte por aplicativo no DF O regimento interno para funcionamento do Comitê Técnico de Monitoramento de Segurança (CTMS) ...
READ MORE
Patinetes nas cidades ocupam espaço de destaque na grande mídia
Entre os destaques do noticiário, nos grandes jornais, nesta terça-feira, 14, está a questão aberta com a febre do uso de patinetes pela população para deslocamento nas cidades. É mais ...
READ MORE
CNT leva a ministro receio com segurança no transporte frente a greve
Em audiência com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, presidente da CNT, Vander Costa, expôs apreensão do setor de transporte frente a greve prometida por caminhoneiros; ministro diz ...
READ MORE
Fecomércio pede especial linha de crédito para o turismo
Tem crédito para o turismo, e mais: Bolsa e dólar; comissão da Câmara dos Deputados debate transporte de passageiros 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 151 de 21.05.2021 Fecomércio ...
READ MORE
Tarifa zero no transporte urbano é defendida por empresário do setor
Tarifa zero no transporte coletivo urbano já não é apenas reivindicação vinda de segmentos da população. Decerto, já existe empresário do setor defendendo a gratuidade para todos os usuários. ‘Passei a ...
READ MORE
Setor de transporte mostra preocupação com volatilidade do
Rio: trens metropolitanos vão ter suas passagens revisadas
Caem investimentos em infraestrutura de transporte, segundo CNT
Números do IBGE fazem CNC prever maiores perdas
Transporte coletivo pessoense tem sanitização fiscalizada pelo Procon-JP
Transporte por aplicativo fica mais seguro no Distrito
Patinetes nas cidades ocupam espaço de destaque na
CNT leva a ministro receio com segurança no
Fecomércio pede especial linha de crédito para o
Tarifa zero no transporte urbano é defendida por

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.