Festival Pretitudes apresenta mais um Painel Funesc

O tema em discussão no Festival Pretitudes será ‘Teologia negra como movimento antirracista’, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira

A programação do Festival Pretitudes apresenta, nesta quinta-feira (18), mais um Painel Funesc. O tema em discussão será ‘Teologia negra como movimento antirracista’, às 18h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira. O debate tem como convidadas a teóloga Aline Martinells, a doutoranda em psicologia Rebeca Gomes, além do músico João Carlos Júnior. A mediação fica por conta do músico Jader Finamore, gerente de música da Funesc.

Ainda na quinta-feira, a partir das 20h, no Cine Banguê, acontece a segunda ‘Sessão Cinema Negro’ com os filmes ‘EGUM’ e ‘Maculelê’, sendo esse último selecionado no edital do festival. Após as exibições haverá debate com a realizadora Virgínia Passos sob mediação do jornalista Jãmarrí Nogueira. Para fechar a programação da terceira noite do Pretitudes, às 22h, vai ao ar na Rádio Tabajara (FM 105,5 e AM 1110) o programa Espaço Cultural, com músicas de artistas negros paraibanos.

Cinema Negro – O filme Egum tem 23 minutos de duração. Tem direção de Yuri Costa (RJ) e classificação indicativa 14 anos. Sinopse: após anos afastado devido à violenta morte do irmão, um renomado jornalista retorna para a casa de sua família para cuidar de sua mãe, que sofre uma grave e desconhecida doença. Já o curta paraibano Maculelê tem direção de Virgínia Passos. Trata-se de um projeto cênico de contação de história, livre para todos os públicos, que conta a saga de uma Guerreira da África de outrora. A artista utiliza narração, música, dança e cantiga de domínio público. Aborda a lenda que é contada de geração em geração e traz uma reflexão sobre atitude e gênero.

O Festival Pretitudes, que teve início na terça-feira (16), é uma ação promovida pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) em parceria da Secretaria da Mulher e Diversidade Humana (SEMDH), em alusão ao Mês da Consciência Negra. O evento, que se encerra no sábado (20) com a ‘Noite da Música Negra Paraibana’, traz ainda na programação atividades na área de literatura, audiovisual e teatro, com a participação de artistas negros selecionados em edital. Durante os quatro dias do Festival o público poderá ainda prestigiar uma feira com produtos e serviços oferecidos por mulheres negras empreendedoras cadastradas pela SEMDH e do projeto Economia Solidária.

Na sexta-feira (19), o Painel Funesc acontece às 18h30, na Sala de Concertos do Espaço Cultural. O tema será ‘Literatura Negra na Paraíba’. Às 20h, na mesma sala, acontece a ação ‘Leituras Pretas’, com a participação de atores e escritores negros selecionados no edital.

O encerramento do Festival Pretitudes será no sábado (20), Dia da Consciência Negra, com a ‘Noite da Música Negra Paraibana’. No evento, 17 intérpretes negros apresentam um repertório formado apenas por músicas de compositores negros paraibanos, como Chico César, Cassiano, Escurinho, Jackson do Pandeiro, Zé Katimba, Cátia de França, Odete de Pilar, entre outros.

Os ingressos para a ‘Noite da Música Negra Paraibana’ serão distribuídos na sexta-feira (20) na bilheteria do Teatro Paulo Pontes, a partir das 9h e segue até se esgotarem. Apesar das entradas serem gratuitas, o público poderá contribuir doando alimentos não perecíveis, que serão repassados para a Central Única das Favelas (CUFA) que deverá fazer a distribuição através da campanha #MãesDaFavela e #CufaContraoVirus.

 

16 a 20/11

17h às 22h – Feira de artesanato e gastronomia

Participantes: Economia Solidária e SEMDH

Local: Submezanino 1

 

 

 

Quinta-feira (18)

18h30 – Painel Funesc  

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira        

 

Tema: Teologia negra como movimento antirracista

Mediação: Jader Finamore

Convidados: Aline Martinells, João Carlos Júnior e Rebeca Gomes

 

 

20h – Sessão Cinema Negro

Local: Cine Bangüê

Filmes: ‘EGUM’ [Dir. Yuri Costa ,2020, RJ] e ‘Maculelê’ [Dir. Virgínia Passos, 2020, PB]

 

 

22h – Programa Espaço Cultural

Apresentação: Jãmarri Nogueira

Tema: Música Negra Paraibana

 

 

Sexta-feira (19)

18h30 – Painel Funesc  

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Tema: Literatura Negra na Paraíba

Mediação: Jãmarri Nogueira

Convidados/as: Dendê Ma’at, Larissa Mendes, Thays Albuquerque, Edson Gomes, Antônio Carlos Pereira, Filosofino e Rudha

 

 

20h – Leituras Pretas

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Apresentação: Amina Carvalho

Atrizes, atores, poetas e poetisas selecionados no edital: 

 

Nome artístico: Sidney Ruffino

Autor: Rhuda

Obra: Fragmentos dos textos: “Abstinência, desmoralização e o auge do conceito em ser vago” e “Treze andares e um negro” 

 

Nome artístico : Sérgio Lucena

Autor: Dendê Ma’at

Obra: Bombogira 

 

Nome artístico: Juciene Fernandes

Autor: Tony dos Santos

Obra: Fragmentos dos textos: Eles Monstruosos, Um Dia Por Vez e  A Cura.

 

Nome artístico: João Vitor Santos

Autores: Filosofino e Edson Gomes

Obras: O amor é perigoso (Cuidado!) e Mãe África (fragmentos dos textos)

 

Nome artístico: Walber Martins

Autores: Filosofino e Edson Gomes

Obras: O amor é perigoso (Cuidado!) e Mãe África (fragmentos dos textos)

 

Nome artístico : Thaismary Ribeiro

Autora: Thays Albuquerque

Obras: Estrangeira desde que nasci e Ecos (fragmentos do texto) 

 

Nome artístico: Larissa Santana

Autora: Larissa Mendes

Obra: Desvarios 

 

Sábado (20)

18h30 – Painel Funesc  

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Tema: Arte e cultura nas favelas da Paraíba

Mediação: Léo Palma

Convidados/as: Jéssica (Pedregal – CG), Kaline Lima (Cufa – PB) e Thiago Batista (São Matheus – JP). 

 

20h – Noite da Música Negra Paraibana

Local: Teatro Paulo Pontes

Intérpretes: Pedro Índio Negro, Sandra Belê, Elon, Manu Lima, Filosofino, Caliandra Andrade, Vieira, Helayne Critini, Lívia Valéria, Nathália Bellar, João Carlos Júnior, Totonho, Helton Souza, Laís de Oyá, Toni Silva e Escurinho

Compositores homenageados: Cassiano, Cátia de França, Chico César, Toni Silva, Escurinho, Paulo Ró, Pedro Osmar, Pinto do Acordeon, Socorro Lira, Jackson do Pandeiro, Zé Katimba, Totonho, Odete de Pilar, Escurinho e João Carlos Júnior

 

Edição do Para Onde Ir: Sérgio Botêlho, com informações da Secom-PB

You may also like

Leave a Reply